Internosdaupadesaojosedocedro1

Na Unidade Prisional Avançada (UPA) de São José do Cedro, os internos estão desenvolvendo atividades especiais como forma de manterem-se ocupados nestes tempos de pandemia.

Internosdaupadesaojosedocedro2

E, uma das alternativas, é a oficina de artesanato, onde os internos desenvolvem peças com restos de madeira que, depois, são encaminhados para os familiares.

Internosdaupadesaojosedocedro4

Internosdaupadesaojosedocedro3

VIDEOCONFERENCIAGESTORESPRSCRS

O secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, se reuniu por meio de videoconferência nesta segunda-feira (01) com os secretários de Administração Prisional do Paraná e do Rio Grande do Sul. O objetivo do encontro foi compartilhar as experiências e desafios no enfrentamento à pandemia do Coronavírus (Covid-19) nos sistemas prisionais do Sul do Brasil.

Além de debater as ações de prevenção e segurança já implantadas em cada estado a fim de minimizar o contágio por Covid-19, os secretários alinharam estratégias para fortalecer as barreiras sanitárias nas unidades prisionais.

Participaram da reunião o Secretário da Segurança Pública do Paraná, Coronel Romulo Marinho Soares e o Secretário da Administração Penitenciária do Rio Grande do Sul, Cesar Faccioli.

01MASCARA CHAPECÓ

O  Complexo Penitenciário de Chapecó está produzindo máscaras descartáveis em tecnologia SMMMS, especificação que garante filtragem bacteriana superior a 95% para ser usada em ambiente administrativo.

Depois de um período de testes com materiais, ajustes de equipamentos e aprovação junto aos órgãos certificadores de qualidade, a fabricação de máscaras descartáveis entrou em escala industrial.

Por dia a produção média é de 25 mil unidades devendo alcançar as 600 mil máscaras por mês. Cada pacote com 50 unidades será comercializado por R$ 40, ou seja, R$ 0,80 por máscara, preço bastante competitivo no mercado. A atividade é desenvolvida por 120 apenados da Penitenciária Agrícola de Chapecó.

“O sistema prisional catarinense está operacionalizando uma das mais graves demandas atuais do nosso país. A produção vai atender não apenas às necessidades dos nossos servidores, mas de todas as frentes de combate ao Coronavírus (Covid-19) do Governo do Estado”, salientou o Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima.

O Gerente da Regional Oeste do DEAP, Agente Penitenciário Alecsandro Zani, destacou que foram realizados diversos testes até se chegar à configuração de um produto que oferecesse segurança. "A produção de máscaras pelo Complexo Penitenciário de Chapecó é resultado da soma de esforços entre a SAP, DEAP, agentes penitenciários e apenados do Complexo. As máscaras são fruto de muito estudo e avaliação de órgãos de fiscalização. Essa ação é uma forma encontrada pelo Complexo para auxiliar no combate ao Covid-19 e trabalhar a reabilitação social dos apenados", observa o Gerente da Regional Oeste, o agente penitenciário Alecsandro Zani.

Para enfrentar a pandemia por Coronavírus, a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) adotou uma série de ações de prevenção e de segurança nas unidades prisionais e socioeducativas. Desde o dia 13 de março, ambos os sistemas vivem uma nova rotina para minimizar os riscos de contaminação pelo Covid-19.

BOTÃORELATORIO60DIAS