WhatsApp Image 2019 07 22 at 17.16.23 1

A Academia de Administração Prisional e Socioeducativa (ACAP) irá começar a utilizar em seus treinamentos práticos novos equipamentos que simulam armas de fogo. Seis fuzis e quatro pistolas em versões airsoft foram adquiridas para a utilização em treinamentos de agentes penitenciários. O equipamento dispara projéteis plásticos não letais e é utilizado com frequência em treinamentos táticos militares. A medida visa aperfeiçoar a segurança das capacitações com armas da ACAP.

“Devido ao alto grau de realismo do equipamento, os operadores poderão criar cenários com maior semelhança aos encontrados nas operações”, afirma o diretor da academia, Paulo Roberto de Oliveira. A aquisição das armas faz parte de um processo contínuo da evolução nas práticas de formação da ACAP. “É uma forma de evoluírmos no processo de formação, com equipamentos que permitam maior qualidade na didática”, afirmou Oliveira.

As armas airsoft começaram a ser fabricadas para um jogo onde se recriavam cenários de combate de uma maneira realista. Devido a não-letalidade do equipamento, países como Estados Unidos, Canadá e Alemanha passaram a utilizá-lo em simulações táticas.