bd860d3a d26e 43db 87c5 51034fb7cff4

Os membros da Comissão Permanente de Avaliação das Atividades Laborais - (CPAAL) reuniram-se nesta quarta-feira (17) para realizar mais uma etapa do primeiro Chamamento Público do Complexo Penitenciário de Chapecó. Nesta etapa foi feita a abertura dos envelopes contendo a documentação necessária das empresas interessadas em firmar Parceira Laboral com o estado contratando mão de obra remunerada de apenados.

Cinco empresas foram habilitadas para a próxima etapa, onde serão abertos os envelopes contendo as propostas para contratação da mão de obra remunerada de apenados, essas propostas serão avaliadas pela comissão respeitando os critérios de pontuação contidos no edital de Chamamento Público (001/SJC/GEFUN/REGIONAL06). Dentre os critérios para pontuação estão o maior numero de postos de trabalho ofertados, numero de processos de capacitação ofertados aos presos no período de vigência da Parceria Laboral, quantidade de egressos do sistema prisional catarinense contratados pelas empresas interessadas nos últimos 5 anos, esse quesito é importante porque demonstra o compromisso que a empresa tem com a reabilitação social e econômica dos apenados, também é critério de pontuação o melhor Plano de Gerenciamento de Resíduos que as empresas deverão apresentar.

Esse foi o primeiro edital de Chamamento Publico que foi lançado no Complexo Penitenciário de Chapecó, pratica essa que será replicada para todas as unidades prisionais do estado. O lançamento e assinatura do edital feita pelo Secretario de Administração Prisional e Socioeducativa Leandro Antônio Soares Lima, foi durante a visita do Ministro da Justiça e da Segurança Publica Sergio Moro à Chapecó com a presença do Governador Carlos Moises. Atualmente, 23 empresas tem firmado Parceria Laboral e geram 862 vagas de trabalho remunerado, no Complexo Penitenciário de Chapecó.